A Agência Nacional do Petróleo de São Tomé e Príncipe (ANP-STP) assinou hoje, na Cidade do Cabo (África do Sul), à margem da “Semana do Petróleo em África” (“Africa Oil Week”) 2019, que reúne mais de 25 Ministros de Petróleo e Gás de países Africanos, bem como representantes das maiores empresas do sector petrolífero, as adendas aos Contratos de Partilha de Produção e os respectivos instrumentos de cessão de interesses participativos nos blocos 6 e 11 da nossa Zona Económica Exclusiva (ZEE).

Nos blocos 6 e 11 da ZEE já estavam presentes as empresas GALP ENERGIA e KOSMOS ENERGY, sendo que com a cessão a SHELL passa a fazer parte do grupo empreiteiro nos dois blocos, ao adquirir 20% da participação da KOSMOS ENERGY no bloco 6 e 30% da participação da mesma empresa no bloco 11.

Com a celebração das adendas, as participações nos blocos 6 e 11 da ZEE passam a ter a seguinte repartição:

Bloco 6Bloco 11
ANP-STP – 10% (Interesse carregado do Estado)ANP-STP – 15% (Interesse carregado do Estado)
GALP ENERGIA – 45% (Operador)KOSMOS ENERGY – 35% (Operador)
KOSMOS ENERGY – 25%SHELL – 30%
SHELL – 20%GALP ENERGIA – 20%

Na cerimónia de celebração dos acordos, a ANP-STP foi representada pelo seu Director Executivo, Olegário Tiny e testemunhada pelo Director Técnico, Fausto Vera Cruz, que contou com a presença do Vice-Presidente e Director Geral da KOSMOS ENERGY, Jon Cappon, Venture Manager da GALP ENERGIA, Ricardo Ferreira e Regional Ventures Exploration Manager para o Médio Oriente e África da SHELL, Menno de Ruig.

A entrada de mais uma supermajoré um sinal positivo da maior atractividade e confiança dos investidores na nossa plataforma continental no contexto da exploração petrolífera mundial em águas ultra-profundas.

De salientar que das adendas não resultaram alterações aos demais termos sobre a duração dos Contratos de Partilha de Produção.

São Tomé, 07 de Novembro de 2019

Departamento de Administração e Relações Públicas

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

A Agência Nacional do Petróleo de São Tomé e Príncipe (ANP-STP) encontra – se, desde o dia 4 de Novembro, a participar na “Semana do Petróleo em África” (“Africa Oil Week”), a decorrer até a sexta-feira, dia 08 de Novembro, na Cidade do Cabo (África do Sul), representada pelo seu Diretor Executivo, Drº Olegario Pires Tiny e pelo Diretor Técnico, Engº Fausto Vera Cruz. 

 

Este evento, que já vai na sua 25ª edição, é considerado o maior em África e estão reunidos mais de 25 Ministros de Petróleo e Gás de países Africanos e representantes das maiores empresas petrolíferas mundiais para debater, em diversos painéis de discussões técnicas, os desafios do sector upstream no continente e forjar futuras orientações, bem como expor as tecnologias mais avançadas para atividades de pesquisa em águas profundas e ultra-profundas. 

 

À margem do evento, a ANP-STP comunica que, no dia 7 de Novembro de 2019, pelas 10:00 horas locais, na Cidade do Cabo (África do Sul), terá lugar a cerimónia de assinatura das adendas aos Contratos de Partilha de Produção para os blocos 6 e 11 da nossa Zona Económica Exclusiva (ZEE) e os respectivos instrumentos de cessão, que irão formalizar a entrada da gigante empresa internacional de energia anglo-holandesa SHELL, em parceria com as empresas presentes nos blocos, nomeadamente a americana KOSMOS ENERGY e a portuguesa GALP ENERGIA.

A participação da ANP-STP na “Semana do Petróleo em África”, marcada pela realização desta cerimónia de assinatura, representa uma oportunidade singular de promover o potencial da nossa ZEE e reafirma o compromisso do Governo, através da ANP-STP, em atrair mais investimentos para o sector petrolífero nacional.

São Tomé, 6 de Novembro de 2019.

Departamento de Administração e Relações Públicas

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

This document presents the results of the Environmental, Social and Health
Impact Assessment ("ESHIA") undertaken for the 3-dimensional ("3D") marine
seismic survey programme proposed by Kosmos Energy São Tomé e Príncipe
(also referred to as STP in the text) and BP Exploration (STP) Limited
(hereafter referred to as "Kosmos" and “BP”) in Block 13, in STP. This
document has been prepared by Environmental Resources Management Iberia S.A
("ERM").

Ao abrigo da Lei nº 16/2009, que aprova a Lei-quadro das Operações Petrolíferas e  do Decreto nº 37/99, que aprova o Regulamento sobre a Avaliação do Impacto Ambiental, a Agência Nacional do Petróleo de São Tomé e Príncipe (ANP-STP) comunica que as Contratantes do Bloco 13 da Zona Económica Exclusiva de São Tomé e Príncipe (ZEE), nomeadamente a BP EXPLORATION (STP) LIMITED (Operadora) e a KOSMOS ENERGY SAO TOME AND PRINCIPE, pretendem fazer a aquisição de dados sísmicos 3D na área do contrato do Bloco 13.

Como parte do processo de avaliação do impacto ambiental, está prevista a realização de um workshop para a audiência pública do Estudo de Impacto Ambiental, Social e de Saúde (ESHIA) do Bloco 13, na próxima terça-feira, dia 27, pelas 9:00 h, na sala de conferências do Hotel Pestana.

Esta reunião visa apresentar os detalhes do Relatório preliminar do ESHIA e oferecer uma oportunidade aos participantes, bem como do público em geral, para levantar questões e recolher contributos, subsídios e propostas de soluções de mitigação que possam ajudar a melhorar o Estudo.

Mais se informa que o Relatório preliminar do ESHIA e o Resumo Não Técnico estão disponíveis para consulta no portal da ANP-STP www.anp-stp.gov.st (secção PUBLICAÇÕES Þ ESTUDOS) e no escritório da ANP-STP.

Por outro lado, os interessados poderão também dar o seu contributo por escrito, enviando as suas contribuições para o endereço eletrónico da ANP-STP (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. e Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.) e com o conhecimento das empresas petrolíferas envolvidas até o dia 13 de Setembro de 2019.

A participação e colaboração do público são muito importantes.

Pág. 1 de 4